daytodayforever

Início » Uncategorized » C.D.A. – Gente ocupada

C.D.A. – Gente ocupada

abril 2014
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

A HISTÓRIA DA MASSAGEM

Nenhum evento

Categorias

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 378 outros seguidores

Tenho achado tão interessante, talvez engraçadinho ou melhor, irritante; essa mania, cisma, estilo de vida, que várias pessoas estão tendo de “gente ocupada”.

Pareço estar rodeado de  personagens de Wood Allen, com toda sua esquizofrenia, ou funcionários de Miranda da Runway, cidadãos comuns vivendo em Manhattan, ocupadíssimos, sem tempo se quer para respirar.

workholic

Torna-se patético essa síndrome de workaholic. E digo patético porque na verdade essas pessoas não produzem nada de excepcional. Parecem fingir estar gravando uma vinheta para o programa O Aprendiz, do Roberto Justus.  Não há diferença nenhuma, no quesito trabalho, para estes cismados. Na verdade nem vivem em uma metrópole para sofrerem com problemas como trânsito, competição selvagem do mercado de trabalho, ou projetos bilionários, por exemplo, para justificar tanto estresse, cansaço, atrasos, correrias e falta de tempo.

Workaholic-Stay-Healthy

Vejo pessoas virando personagens. Começa a ficar ridículo frequentar cafés e bares, pois estes são os lugares mais requisitados por estas criaturas, que parecem estar sendo filmados e fotografados , um verdadeiro bigbrother. E claro, deixam evidente sua profissão, com clichês e particularidades de grandes profissionais na área, exemplos a serem seguidos. Ai vale desde combinações esquisitas no vestuário, até acessórios indispensáveis a gente que vive ocupada, como o cigarro, canecas de café, balas de hortelã, cervejas importadas, uísques,  ipad, iphone, e por tantas outras coisas mais. Mas na verdade somente imitam  o estilo, a imagem, são ilícitos quanto a realidade de pessoas que realmente fazem a diferença. São iguais a grande maioria, gastam  8 horas por dia fingindo trabalhar e se ocupam o resto do dia em reclamar dessas mesmas oito horas. Adoram criar reuniões, rodas de debates, fora do expediente para comprovarem seu comprometimento e o quanto são importantes. E um grande detalhe, a maioria não esta bem sucedida economicamente.

workaholic_624_22-05-12

As conversas normalmente são lamentos, coisas do tipo, como é horrível ser produtor, diretor, organizador, jornalista, médico, dentista, balconista, vendedor, diarista, gari… e claro também o grande exercício de denegrir algum companheiro de trabalho, de equipe, de setor. Depois de umas três horas de mesa, essas pessoas ocupadíssimas, perdem a linha e falam da incapacidade de seus superiores, principalmente do quanto ao administrar. E obviamente deixam claro que sem elas a corporação não se manteria. Tudo isso junto a verificações exaustivas em seus e-mails, redes sociais, blogs…

Uma dica de etiqueta social: – nunca convide, espere ser convidado, quando tratar-se de gente ocupada. A resposta a seu convite sempre será  um infelizmente não posso, estou muito ocupado. Mas aceite de prontidão um convite de gente ocupada, principalmente  encontros como um expresso bem rápido e, não se esqueça que você é muito importante, porque é uma única possibilidade na agenda de gente ocupada.

aprendiz1

O mais irritante é que quando você opina em uma forma de simplificar o dia dessa criatura, sempre há um motivo para não ser acatado e junto vem mais um lamento, uma crítica e um responsável pelas tristezas e caos em sua louca vida.

O que se comprova desse panorama é que realmente essa gente ocupada vive uma tenebrosa e ridícula fantasia. Afinal quem é bom é bem remunerado e disputado seja em qual mercado for. Há a questão de  que quem é realmente ocupado e eficiente, organiza-se para no menor tempo possível resolver as questões de trabalho, e não perde seus poucos momentos de lazer falando sobre seu frustrado trabalho. Afinal seu trabalho é muito bom e não há problemas pendentes. Pessoas bem sucedidas são inteligentes e buscam tempo para se divertirem e se cuidarem, terem uma boa saúde, afinal é para isso que se empenham tanto em seu trabalho, ter uma vida melhor. E principalmente, não fazem questão nenhuma de  mostrar que são importantes e ocupadas. Apenas são.

0,,32906033-EX,00

Enfim, tenho a declarar que sou uma pessoa que tenho tempo pra muitas coisas, inclusive prestar atenção nessa gente ocupada e melhor que isso ter amigos que também estão disponíveis a viver. Tanto que tive o prazer de ter a mesa, em um café, durante um fim de tarde, uma importante pessoa, que acumula cargos e funções que pronunciou a seguinte frase: “_ … joguei Candy Crush, a reunião toda, e ainda pedi pra sair antes do término. Reunião chata com gente que não tem o que fazer.” Ou seja, ótima companhia, não vive essa cisma de gente ocupada, mesmo produzindo muito.

 

 

 

Anúncios

1 Comentário

  1. Karoline disse:

    Tá aí, Juliano, algo com o que concordo muito. Muito lúcido seu post. É pura verdade. Gente ocupada de verdade se ocupa de cuidar da própria vida, dos próprios interesses, em lugar de viver para o emprego (falar mal dele). Se me permitir gostaria de utilizar o teu post em minha página no facebook, fazendo a devida referência e atribuição de autoria. Grata.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: