daytodayforever

Início » Uncategorized » EU E UM ESPORTE – Guilherme Henrique Elias

EU E UM ESPORTE – Guilherme Henrique Elias

julho 2014
S T Q Q S S D
« maio   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

A HISTÓRIA DA MASSAGEM

Nenhum evento

Categorias

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 378 outros seguidores

novembro 2013 19 anos 1

Começando esta entrevista com a seguinte declaração:

“Eu quero sempre ser hoje melhor do que ontem, quero me superar a cada dia, e vamos ver onde essa minha força de vontade irá me levar …”

Nascido em São José do Rio Pardo, estudou na escola Dr. Candido Rodrigues, onde concluiu o Ensino Médio e trabalha como auxiliar de produção em uma empresa alimentícia da mesma cidade. Com 19 anos, define-se como um homem humilde, trabalhador, caseiro e apaixonado pela musculação.

Estreando EU E UM ESPORTE, com Guilherme Henrique Elias, de um menino obeso a um BodyBuilder.

Para quem o vê hoje, mal pode acreditar que Guilherme foi uma criança obesa , chegando a pesar mais de 100 kg, com apenas catorze anos.

5 anos 1

“Bom, eu sempre fui uma criança gulosa… não podia ver nada que queria comer, mas não comia pouco não … comia pra valer … e minha mãe nunca ligou muito pra isso pra ela gordura era saúde …”

Aos quatorze anos, em uma consulta médica, constatou-se que sua  obesidade era uma condição preocupante, afetando seriamente a sua saúde.

Além disso, o que mais pesava era o sentimento de rejeição social. Sendo tímido e quieto, Guilherme , como outros tantos adolescentes era um excluído, tendo uma dificuldade imensa de se enturmar.

14 anos 1

“… mas o que mais me incomodava era ser excluído da sociedade, na escola os meninos zoavam, as meninas tinham nojo, e eu tinha uma dificuldade imensa de me enturmar com as pessoas… Eu me sentia horrível, pois muitos zombavam de mim faziam piadinhas quando não me batiam . Eu só queria comer e ficar no computador, o dia todo. Talvez um dos vilões dessa minha obesidade fosse o computador, pois quando eu sentava pra jogar eu passava a tarde e a noite toda, comendo e jogando. Eu só pensava nisso: jogos e jogos. Era um “ratinho de lan house “, pois lá,  era meu refúgio, onde eu conseguia ser um pouco mais feliz … Mas hoje, graças a Deus, sou um Rato de academia.”

Antes da musculação, Guilherme praticou outros esportes como a natação, o judô e uma escolinha de futebol.

“… até que certo dia uma academia abriu na rua de cima da minha casa, e minha madrinha disse, quer oportunidade melhor ? Vá em frente … e eu segui o conselho dela.”

No começo, Guilherme, não se sentiu muito motivado. Mas uma vez, o preconceito quanto a obesidade pesou. Porém diferente do ambiente escolar, contou com o apoio, a persistência dos professores Richard, Mirela e João Paulo, da Max Phisical. Por fim, o “gordinho” pegou gosto pelo esporte e começou a levá-lo a sério, se apaixonando cada vez mais.  

Depois de três anos, notando uma diferença significativa em seu corpo, começou a ter mais cuidado com sua alimentação, a praticar mais exercícios aeróbicos. Nunca procurou um nutricionista, um endócrino, ou outro especialista na área. Como qualquer pessoa o começo foi difícil, com altos e baixos, mas segue , determinado em seus objetivos.

Manter esta disciplina é difícil, ainda mais que não há horário fixo. Turnos, folgas variam muito no decorrer do mês. Dessa forma, não da para ser tão regrado como gostaria , quanto a sua alimentação, principalmente, além de diminuir seus ganhos.  Usa suplementos como o Whey, glutamina, caseína, dextrose, bcaa, albumina, e as vezes pré – treinos. Porém , por condições financeiras, falta alguns na lista do mês.

As adversidades existem, porém Guilherme treina musculação, seis vezes por semana, e pratica Muay Thai,  duas vezes na semana.

15 anos 1

“Meus treinos são sempre duros, pesados, sem muita conversa. Essa hora pra mim é sagrada. Minha dieta é básica, sigo duas. Uma para ganhos ( Builking ) e outra para definição ( Cutting ). Os valores calóricos delas variam conforme meu peso e minha rotina, atualmente uso 2.700 kcal na fase de Cutting. Quanto a alimentos, o básico: ovos, couve, brócolis, peito de frango, peito de peru, pão integral, batata doce, frutas.”

Depois de seis anos praticando Musculação, além da felicidade de ter banido  a obesidade de sua vida, Guilherme também sente grandes diferenças em seu cotidiano, como no trabalho, onde destaca-se em atividades que requerem mais força. Hoje não tem nenhum problema de saúde, tendo muita disposição, com ótimas noites de sono e boa alimentação.

“Treino todo dia, evito baladas no fim de semana, são raras as vezes … não bebo álcool, nem faço uso de entorpecentes, evito frituras, doces, excesso de sódio, refrigerantes e churrasco nunca. As vezes eu saio da dieta mas procuro sempre segui-la a risca.”

Além de frequentar a academia, interessa-se muito por artigos científicos sobre musculação, treinos, alimentação, etc. Segue um treino, onde basicamente desenvolve uma região por dia do corpo, ABCDE. Se sofreu uma lesão no ombro esquerdo, mas não a usa como desculpa. Segue me frente, com seu treino pesado.

2014 (32)

 Graças a sua aparência física atual, Guilherme se sente mais feliz, mais seguro. Afirma que não imagina como seria hoje a sua vida se não fosse a musculação. Não tem uma parte do corpo que mais gosta em si, busca a simetria perfeita e, almeja ser um exemplo de corpo proporcional.

“ A academia me tornou um cara mais responsável, disciplinado, e querendo ou não sou assim em todos os lugares.”

Como um sentimento inato ao ser humano, Guilherme, se diz feliz em ter conseguido emagrecer, porém quer mais. Busca a superação, quer tornar-se um BodyBuilder. Acredita que seu corpo ainda tem muito a evoluir. Esta longe do que deseja e precisa para tornar-se um atleta com chances de encarar um campeonato. Fica muito feliz com os elogios, mas não se seduz. Tem consciência que é um novato no esporte, onde atletas consagrados treinam a mais de vinte anos.

“… mas sei que um dia eu vou chegar aonde eu quero, e quando eu chegar sempre irei manter minha humildade, ajudando quem precisa na medida do possível.”

“ O limite quem faz é você … independe do que os estudos dizem, o limite é uma barreira que a mente impõe, você tem que ser forte nos treinos, mas também tem que trabalhar o controle da mente para que possa desencanar desse ” AAAA não vai mais … ” Claro que não vai mais se você ficar chorando, e dando desculpas. Assim você nunca vai sair disso.”

concurso1

Felipe Franco

Guilherme inspira-se em vários atletas, mas prefere citar um brasileiro em evidencia atualmente – Felipe Franco. Tem como objetivo tornar-se um competidor, inspirar pessoas obesas, magras e tristes, mostrar-lhes que a musculação é muito mais que uma vaidade, a busca de um corpo perfeito, e sim, um esporte, uma alternativa sadia para combater a  depressão, a exclusão, a baixo autoestima, o bulling, etc.

Como tem um objetivo claro, e sabe o caminho árduo a percorrer, precisa pagar um preço por tudo isso. Comparando a sua vida com a de outros jovens de sua idade, sente-se as vezes isolado de amigos, de mulheres, de festas, mas diz ser o preço e que aprenderá a superar tudo isso.

2014 julho 2

Outro ponto em questão é que nunca conseguiremos agradar todos. Se antes Guilherme sofria bulling por ser obeso, hoje sofre por ser um homem que preocupa-se com sua aparência, seu físico. E não estamos falando de um metrossexual. Ele apenas confessa tirar a sobrancelha a cada quinze dias, pois são muito grossas e crescem rápido. Mas ouve de colegas comentários machistas e que buscam denegri-lo, por não beber, não viver em festas e não pegar geral. Parece-me que terão que se esforçar mais, pois o rapaz não perde o foco.

Quanto às mulheres , diz que o caráter é algo pontual, mas claro, toda mulher tem que se cuidar. Confessa que também já pisou na bola com algumas, mas aprendeu com estas experiências. Não acredita que seu corpo malhado facilita a conquistá-las. Talvez as fúteis, mulheres de verdade procuram mais que aparência.

“Acredito que mulheres, são conquistadas com atitudes, independente de ser gordo magro feio ou bonito, uma mulher merece ser tratada como uma princesa, e merece ser feita feliz.”

Outra coisa que tenho que destacar, é que mesmo tendo tanto cuidado com o corpo, Guilherme, busca outros sonhos, estuda inglês e pretende prestar uma faculdade. Quer o sucesso no trabalho, casar-se, ter filhos, como qualquer pessoa almeja.

Para as pessoas que querem fazer musculação, Guilherme declara:

“Não perca seu tempo, A cada minuto que se passa você perde a oportunidade de tornar-se o cara dos seus sonhos … E então ? Vai ficar aí parado ? Levante-se lute torne-se quem você quer ser … Nunca desista persista, lute pelos seus sonhos. Eu estou lutando até hoje e sempre que penso em desistir, eu começo a correr …”

2014 (21)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: